Registre-se agora
 
X

Sísifo

2531 dias atrás por Nilton   Comentários (2)

,

Li "O Mito de sísifo" lá pelos meus 20 e poucos. Desde então este trecho encravou-se em mim. Seu sentido é como uma maré: vai e vem, forte e fraca, para olhar ou para mergulhar, melodia e poesia, vida e morte, vida-morte, morte-vida.

"Deixo Sísifo na base da montanha! As pessoas sempre reencontram seu fardo. Mas Sísifo ensina a fidelidade superior que 
nega os deuses e ergue as rochas. Também ele acha que está tudo bem. Esse universo, doravante sem dono, não lhe parece 
estéril nem fútil. Cada grão dessa pedra, cada fragmento mineral dessa montanha cheia de noite forma por si só um mundo. 
A própria luta para chegar ao cume basta para encher o coração de um homem. É preciso imaginar Sísifo feliz”.

(Albert Camus – O Mito de Sísifo)

Depois de lê-lo, você me deu o livro (ou, talvez, "emprestou"). Ainda o tenho, com seus grifos. 

Bons tempos !!! Naquela época, você me apresentou aos mundos de Kafka e Camus, além das músicas clássicas (como Rodrigo).  Abraços.

BCesar 2477 dias atrás