Registre-se agora
 
X

Luis Phelipe, 5 anos, e um superego em construção (ou qualquer coisa equivalente)

2953 dias atrás por Leila País de Miranda   Comentários (0)

, ,

Luis chegou dizendo que queria "corda". Ele chama de corda as linhas de costura, que ficam guardadas numa cesta na prateleira. Ele usa para fazer armadilhas, que monta e desmonta. (Eu usava para fazer sandálias, me lembrei agora.) Assim que saímos da roda, ele foi lá pegar as suas cordas. Subiu na cadeira, tentou pegar a cesta sozinho, não deu conta da situação completamente e a cesta caiu no chão, espalhando carretéis, novelos e recortes de tecido pelo chão. Luis, diante da cena, falou bem alto, pra si mesmo:

- "Prá que que você foi pegar isso?!"

Coisa que ele, curioso e ativo do jeito que é, deve ouvir bastante por aí. Achei engraçada esta manifestação de repreender-se a si mesmo. Melhor será quando ele conseguir desconfiar que algo pode dar errado e começar a pedir uma ajuda antes. Ajudei a guardar tudo, falei que a cesta é meio difícil mesmo de pegar sozinho, e que eu posso ajudar quando ele precisar. Ou ele treina. Também dá certo. :)

E Luis fez uma armadilha bem legal!