Registre-se agora
 
X

Minhas Páginas > Ideias na Moleque de ideias > Ideias com Programação

Ideias com Programação

 

COPA 94 (para dois) por Davi, Henry e Victor Bacellar, 9 anos, 2005 Jogo do Ninja por Carlos Cataldo,
6 anos, 2006
Máquina de ideias, por Caito, 2007

Jogo da pirâmide por Thales Cardozo Menezes, 13 anos, 2006 Jogo da Mina por Mônica Cataldo, 11 anos, 2006 Jogo do Peter por Pedro Botelho de Campos, 10 anos, 2006-2007

 

Programação de jogos e simulações com o aplicativo Stagecast

Projetos que favorecem a aprendizagem de: comandos avançados de programacão de computadores; teste de hipóteses; raciocínio lógico; criação de interface; integração de arquivos de naturezas diferentes; conceitos de jogabilidade.

Fazer um jogo requer muita vontade e exercício do pensamento lógico. Idealizar, projetar e programar um jogo são atividades que requerem tempo, envolvimento e determinação e raras vezes são tarefas fáceis ou rápidas.

Fazer um jogo requer também pensar no outro, em quem vai interagir com o que está sendo criado. Criar um mundo onde os outros vão se movimentar. Requer também a programação de uma interface, onde a criança deve reprogramar o mouse e/ou o teclado. Por exemplo, se o jogador pressionar a tecla "M" - o que, num processador de texto, faria aparecer a letra M - no jogo pode fazer um raio ser lançado, ou um som ser emitido.

Se a criança gostar, ela pode desenhar os cenários e os personagens, fazer os sons e as músicas dos jogos, utilizando e desenvolvendo várias outras habilidades. Usando outros programas, como os de desenho e de música, a criança ainda deve fazer com que os arquivos sejam importados para o software que programa o jogo, o STAGECAST, e assim elas tem que lidar com formatos de arquivos, tamanho e comandos básicos para importar e exportar informações.

Usar uma linguagem de programação requer um exercício lógico bastante intenso. E muita organização. São projetos de média/longa duração e as crianças precisam manter registros das suas ideias e planejar ligações entre situações, resolver e programar a solução de cada um dos problemas que surgem.

O software utilizado é o Stagecast, que foi feito especialmente para crianças e trabalha com programação por demonstração. Este software foi traduzido para Português pela Moleque de ideias.

O programa que abre os jogos pode ser baixado em: http://www.molequedeideias.net/pg/file/read/28172/stagecast-player

No STAGECAST, os jogos e simulações são programados por demonstração. A criança cria personagens e demonstra o que o personagem deve fazer em situações chave, como: cliques de mouse, encontros com outros personagens,  comandos de teclado, etc. As ações decorrentes podem ser simples, como andar pra direita, ou complexas, com cálculos matemáticos e eventos aleatórios.

 

Veja outros exemplos de jogos desenvolvidos na Moleque de ideias:

 

BEEBOP por Luís Felipe Camillo, 9 anos, 2005 O TIRO por Hugo Sato, 8 anos, 2005

Corrida de Carros por Mateus Simões, 10 anos,

2005

Caito x Levy por Hélio Francisco, 8 anos e Leila, 2006

Futebol por Felipe Gonçalves, projeto do

LTM, 2009

Jogo da Memória, projeto do LTM, 2009

Ligue 5 por Bernardo F. Hasselmann, 2009

Simulador de Efeito de Borda por Mateus Barreto e

Nilton Lessa, 2009

Jogo do alpinismo por Thales Cardozo Menezes, 13

anos, 2006

 

 

 

Exemplo de jogo de nave espacial, 2012

Última atualização 1353 dias atrás por Bernardo Frederico Hasselmann